culinariafuncional, enfermagem, fitoterapia, laserterapia, ortomolecular, ozonioterapia

Hipertensão arterial

…..A pressão alta é uma doença que muitas pessoas desenvolvem sem se quer entender os motivos, pois acreditam, em sua grande maioria, que é algo genético e inevitável, que faz parte do envelhecimento. Sinto informar: Não é assim que funciona! E o pior, por ser uma doença extremamente silenciosa, quando a pessoa se dá conta, o corpo já está uma completa bagunça, todo desregulado.

Afinal, o que é hipertensão? A pressão alta é a força que o sangue faz contra as paredes das artérias para conseguir circular por todo o corpo, e essa força vai causando o endurecimento e estreitamento das artérias, esse estreitamento aumenta a necessidade do coração de bombear com mais força para empurrar o sangue, e como consequência, dilata o coração e danifica as artérias. Vixi Maria, olha o problemão.

COMO EU FAÇO

…..Geralmente a pessoa chega na primeira consulta contando como recebeu o diagnóstico, como está tratando, sobre as oscilações da pressão para cima ou para baixo, oscilações que acompanham um monte de sintomas que atrapalham muito a qualidade de vida, além do medo constante de sofrer uma queda por tontura, ter um AVC ou infarto.

Alimentação: Você sabia que a pressão alta pode ser iniciada pela resistência a insulina? É isso mesmo! Um dos vilões que causam a hipertensão arterial é o excesso de açúcar e carboidratos refinados, e não o sal, o coitado do sal só vai entrar como vilão depois da doença já instalada. Nessa parte a culinária funcional ajuda e muito!

Problemas associados: Resistência à insulina, falta de sono reparador, sobrepeso ou obesidade, alterações do intestino e estômago, sedentarismo, estresse, deficiências de vitaminas e minerais. Todos esses pontos são abordados, aos poucos, durante todo o tratamento.

Suplementação: Sempre incentivo o paciente a melhorar a qualidade da alimentação, priorizando alimentos de verdade que estão a venda na feira e no açougue, bem nutritivos, justamente para evitar muita suplementação, mas na hipertensão sempre será necessário regular a bioquímica do corpo com suplementação, se quiser estabilizar a doença.

Se mexer: Na hipertensão é necessário dar uma forcinha para o coração, então qualquer atividade física realizada todos os dias vai ajudar bem, pode ser qualquer uma mesmo, desde que se torne um hábito. Irá melhorar a circulação sanguínea, gerenciamento do peso, qualidade do sono, melhora bem todo o metabolismo do corpo, e ainda ajuda a controlar o estresse, olha que beleza. Constância aqui é tudo!

Explicações sobre tratamentos complementares: Eu explico sobre todas as estratégias complementares que gosto de utilizar, pois, cada vez que vejo o paciente faço uma avaliação de como ele está e como está reagindo ao tratamento, a partir dessa avaliação consigo saber o que é mais indicado para dar continuidade e potencializar os resultados.

Tratamentos complementares que mais uso: Ozonioterapia, Laserterapia e Ortomolecular. Em casa vai precisar por em prática a Culinária Funcional. E se for do interesse, tem os opcionais que deixo a critério do paciente incluir na rotina diária, como o uso de Óleos Essenciais e Plantas Medicinais.

LASERTERAPIA

…..Na hipertensão eu uso a técnica ILIB, pois eu preciso da ação sistêmica do laser para otimizar as atividades do coração. É um excelente tratamento complementar, mas é necessario avaliar bem o caso antes. O objetivo do laser aqui na hipertensão é:

  • Reequilibrar o sistema antioxidante fisiológico, aumentando a degradação dos radicais livres.
  • Efeito antiplaquetário e vasodilatador.
  • Auxiliar no estímulo da produção de serotonina promovendo o bem-estar, isso ajuda muito!
  • Ajudar as mitocôndrias a produzirem ATP, resultando em mais disposição e energia.
  • Ajudar a fluidificar o sangue, resultando no aumento da circulação sanguínea e melhora da oxigenação do sangue e tecidos do corpo inteiro.
  • Melhorar a performance metabólica.
  • Favorecer a neovascularização: Formação de novos vasos sanguíneos.
  • Aumenta a flexibilidade das hemácias facilitando a passagem das mesmas nos capilares sanguíneos com diâmetro estreitado alcançando os tecidos hipóxicos.

…..É necessario fazer uma boa anamnese e acompanhar o paciente com relação a medicação de uso contínuo, como este tratamento promove a homeostase com a regulação da pressão arterial e do pH sanguíneo, pode ocorrer a sobra de medicação no organismo.

NÃO PODE FALTAR

Omega 3: Ele desenvolve diversas funções no corpo, mas aqui a principal vantagem é que ele “lubrifica” as veias e artérias, com isso, a circulação do sangue é facilitada, fazendo com que o fluxo seja forte e contínuo, ele também melhora a flexibilidade dos vasos e isso é essencial para prevenir os problemas mais graves causados pela pressão alta.

Vitamina D: A deficiência do hormônio D afeta a saúde cardiovascular por ativar o sistema chamado renina-angiotensina-aldosterona que predispõe à hipertensão; Tem ação antiinflamatória, lembrando que a inflamação dos vasos é onde nasce as placas de gordura que entopem os vasos. É um ótimo antídoto natural para prevenir o infarto.

NO – Óxido nítrico: Este gás “natural” chegou a ser mencionada pela ciência como a “molécula do ano” nos anos 90. Ele promove a dilatação dos vasos, é um relaxante vascular e também um relaxante muscular. Quando ele é acionado, demora apenas alguns segundos para dilatar as artérias, deixando o sangue fluir livremente, reduzindo bem a sobrecarga no coração. A produção do NO é bloqueada quando tem excesso de radicais livres no corpo.

Exames: Dosagem de vitamina D3 (precisa ficar acima de 60); Proteina C-reativa (em altas quantidades é sinal de alerta sobre a proximidade de um infarto); Holter (identificar ocorrências de comportamento elétrico anormal do coração durante atividades diárias como sono, trabalho, exercícios, estresse emocional e repouso).

ORTOMOLECULAR

…..A ortomolecular não é usada como na medicina tradicional, as fórmulas não são prescritas para tratar os sintomas igual aos medicamentos de farmácia, e sim, regular a bioquímica do corpo para tratar as causas da doença. É um tratamento complementar personalizado que quando bem indicado super ajuda na recuperação da saúde. Vou dar um pequeno exemplo dos objetivos da ortomolecular na hipertensão:

  • Ajudar na vasodilação com estimuladores de óxido nítrico: L-Arginina; L-Citrulina;…
  • Agregar os anti-hipertensivos naturais: Extrato seco de abacateiro, alcachofra, carqueja, cavalinha e quebra pedra.
  • Controlar os radicais livres que atrapalham a ação do óxido nítrico: Vitamina C; Extrato de Romã…
  • Reforçar produção de antioxidantes endógenos (superóxido dismutase): Zinco, manganês, cobre…
  • Hipertensão + gordura visceral: Lactobacilos Reuteri, Plantarum, Rhamnosus + Glutamina.
  • Hipertensão relacionada ao estresse: Ashwagandha, Rhodiola rosea, Crataegus…
  • Hipertensão + diabetes: Extrato de canela seca, Picolinato de cromo, Extrato de bitter melon seco, Tiamina…

…..As indicações são individualizadas, cada caso é um caso, precisa ser investigado de forma criteriosa para avaliar quais substâncias e quanto de cada substância prescrever.

ALIMENTOS QUE AJUDAM

  • Beterraba: É rica em nitrato, um precursor do óxido nítrico, que expande os vasos sanguíneos. Tem que Ingerir na forma de suco, já que outros métodos tendem a tirar o nitrato.
  • Vinagre de maça: É rico em potássio, o que contra-ataca os efeitos negativos do sódio. 2 colheres de sopa diluídas em 1 copo de água antes das principais refeições. Procure um produto não filtrado, com 6% de acidez. Não é aconselhável usá-lo caso esteja usando protetor gástrico.
  • Fontes naturais de omega3: Sardinha, arenque e salmão selvagem.
  • Alimentos ricos em magnésio: Couve manteiga, couve de Bruxelas, brócolis, espinafre, nozes, cacau 100% ou mesmo um bom chocolate acima de 70%.
  • Alimentos ricos em B6: Banana, castanha do pará, ameixa, bife de fígado.
  • Alimentos com equilíbrio entre cálcio e magnésio: Água de coco e semente de abóbora.

Obrigada pela visita 

Referências consultadas
1. Minha experiência profissional trabalhando lado a lado com endocrinologistas, nutrólogos e nutricionistas renomados.
2. Treinamento: Comer para viver. Projeto da Jolivi com o nutricionista Gabriel de Carvalho.
3. Curso: Laserterapia sistêmica. Allaser
Foto: 
Site de imagens gratuitas freepick.com.

…..Este texto é apenas um informativo, para qualquer tratamento é necessário profissionais capacitados para acompanhar o seu problema, de preferência que se atualizem, que entendam a importância da alimentação para recuperar a saúde, e que não sejam marionetes da indústria farmacêutica e alimentícia. A medicação ajuda bem, mas ela trata apenas os sintomas e não as causas da hipertensão, e por isso não pode ser o “único” método de tratamento.