enfermagem, medicina, nutrologia, ortomolecular, ozonioterapia

Ozonioterapia nas profissões

 

A ozonioterapia é utilizada em diversas áreas da saúde, aqui vou citar algumas:

  • Ozonioterapia em estética.
  • Ozonioterapia em ortopedia.
  • Ozonioterapia em odontologia.
  • Ozonioterapia no esporte.

 

OZONIOTERAPIA EM ESTÉTICA

 

   A ozonioterapia na estética é uma ótima opção por não ter riscos de rejeição, alergias ou mesmo infecção, isso facilita muito a vida do profissional, São vários os benefícios e com um custo relativamente baixo, outro ponto positivo para a ozonioterapia. 

Aplicações na estética

  • Rejuvenescimento facial e corporal.
  • Controle da gordura localizada.
  • Redução de celulite.
  • Reverte estrias vermelhas.
  • Redução de acne.
  • Clareamento de vasinhos.
  • Controle da flacidez de pele.
  • Controle da queda capilar.
  • Melhora circulação sanguínea e linfática: Reduz retenção de líquidos. 
  • Ação sistêmica anti-aging.
  • Aumento do desempenho de desportistas.

Formas de aplicação

  • Via local – Injeção subcutânea do gás: Possui efeito lipolítico (quebra de gordura), nos casos de gordura localizada e celulite, ocorre a reação do gás com as membranas das células de gordura, reduz a inflamação local e o edema.
  • Via tópica – Massagem facial e corporal com óleo ou cosméticos ozonizados: Ativa a circulação periférica e microcirculação, que oxigena os tecidos, estimulando a atividade dos glóbulos vermelhos e por consequência melhora o aspecto da pele.
  • Via local – Aplicações com PRP e PRF ozonizados: Libera fatores de crescimento favorecendo o preenchimento e rejuvenescimento da pele de forma natural.
  • Hidrozonioterapia: Melhora a drenagem linfática.
  • Sistêmica – Insuflação retal: A ozonioterapia por via sistêmica tem efeito antioxidante, e o que que os antioxidantes fazem? Atrasam o envelhecimento 😀 Eita coisa boa.

Profissionais que atum em estética

  • Biomédico esteta.
  • Fisioterapeuta dermatofuncional.
  • Enfermeiro esteta ou demato.
  • Farmacêutico esteta.
  • Médicos.

Aspectos legais

     O profissional da área de saúde deve estar capacitado em cursos específicos para poder praticar a ozonioterapia nas suas diversas aplicações terapêuticas, e de forma responsável exerça a prática dentro de seus limites éticos e técnicos. 

 

OZONIOTERAPIA EM ORTOPEDIA

 

     A ozonioterapia em ortopedia ajuda bastante no controle da inflamação e da dor, é um excelente complemento e torço muito que no futuro mais e mais profissionais se interessem em trabalhar com o ozônio para benefício dos pacientes.

     Minha mãe tem artrose nos joelhos, ela fez cinco aplicações via local + via sistêmica uma vez por semana, não sentiu mais dor desde então 😀 e como ela segue uma rotina de alimentação saudável evitando os alimentos pró-inflamatórios e mais caminhadas diária, provavelmente vai continuar sem dor!

Aplicações na ortopedia

  • Inflamações crônicas.
  • Dores musculares.
  • Dores em articulações.
  • Fadiga muscular.
  • Aumento do desempenho nos esportes.

Indicações

Artralgia, artrose, LMR, bursite, tendinite, hérnia de disco cervical ou lombar, fadiga muscular, capsulite, lesão, ruptura, artrite reumatoide, epicondilite, distúrbios traumáticos, síndrome do impacto, condromalácia, fibromialgia, recuperação de cartilagem, metatarsalgia, sequelas, …

Formas de aplicação

  • Infiltração intra/periarticular.
  • Infiltração paravertebral.
  • Aplicação subcutânea regional.
  • Aplicação intramuscular no ponto de dor.
  • Tópico.
  • Insuflação retal.
  • Intra-operatório

Procedimentos

  • PRP e PRF ozonizado.
  • Hidrozonioterapia.
  • Aplicação de óleo ozonizado.
  • Aplicação do próprio gás ozônio.

Profissionais

  • Médico ortopedista.
  • Fisioterapêuta.

Alguns atletas adeptos da ozonioterapia: Zidane; Cristiano Ronaldo; Leonel Messi; Daniks Fischer; Lance Armstrong.

 

Fisioterapeutas: Resolução coffito

     O fisioterapeuta está apto a utilização da ozonioterapia de forma ampla desde 2010, através da resolução COFFITO 380/2010 que estabelece a competência na utilização das práticas integrativas e complementares em saúde. O profissional deve estar capacitado em cursos específicos para poder praticar a ozonioterapia nas suas diversas aplicações terapêuticas, sempre de forma responsável exerça a prática dentro de seus limites éticos e técnicos.

 

OZONIOTERAPIA EM ODONTOLOGIA

 

     Em 1934 o ozônio foi utilizado pela primeira vez em tratamento odontológico pelo dentista Edward Fish, desde então, esse tipo de tratamento vem evoluindo tanto em técnicas de aplicação, quanto em materiais e equipamentos utilizados. Atualmente a aplicação de ozônio se tornou indispensável para inúmeros procedimentos odontológicos, e não dever ser deixado de lado quando o objetivo é buscar resultados mais satisfatórios.

Aplicações na odontologia

  • Periodontite.
  • Disfunção da ATM.
  • Tratamento biológico de canal.
  • Melhor cicatrização pós extração.
  • Cáries.
  • Enxertia óssea.
  • Quadros inflamatórios e infecciosos.
  • Necrose óssea no maxilar.
  • Reduz risco de infeção no sítio cirúrgico.
  • Feridas ocasionadas pelo herpes.
  • Aftas: Ulceração na boca e na língua.
  • Gengivite e dor de dente.

Formas de aplicação

  • PRF: Fibrina rica em plaquetas ozonizada.
  • Insuflação bucal a vácuo.
  • Aplicação injetável do gás.
  • Higienização com água ozonizada.
  • Aplicação tópica de óleo ozonizado.

Tratamento em casa

  • Escovação com óleo ozonizado.
  • Fio dental com óleo ozonizado.
  • Pasta de dente com carvão ativado ozonizada.
  • Aplicação tópica de óleo ozonizado.
  • Bochechos.

Odontologia: Resolução CFO

     A ozonioterapia é oficializada em 14 diferentes países, no Brasil é reconhecida pelo Conselho Federal de Odontologia desde 2015. Lembrando que estão aptos somente os profissionais devidamente habilitados e que realizaram cursos específicos com carga horária mínima de 32 horas.

     Sempre que vejo alguém com dor e inflamação bucal sempre indico o óleo ozonizado como complemento dos tratamentos, as vezes os antibióticos e anti-inflamatórios demoram um pouco para surtir efeito ou mesmo deixam a desejar, então esse complemento ajuda bastante a acelerar a recuperação e a diminuir a dor. Outra excelente opção é a laserterapia de baixa intensidade, funciona que é uma beleza quando precisa tratar inflamação e cicatrização na cavidade oral.

 

OZONIOTERAPIA NO ESPORTE

 

     Os exercícios são considerados atividades aeróbicas e anaeróbicas nas quais a fadiga ocorre por consumir muito ATP e formar ácido lático em músculos e sangue, por isso, os atletas precisam de um período de recuperação para poder retomar o exercício. A fadiga e tempo de recuperação são problemas que afetam o nível de desempenho dos atletas, neste caso a ozonioterapia agrega como um agente seguro e eficaz com ótimos benefícios, auxiliando no aumento do desempenho e também na redução do período de recuperação.

Quais são os benefícios do ozônio medicinal para atletas?

  • Aumenta a oxigenação tecidual.
  • Aumenta a produção de ATP, resultando em mais energia e rápida recuperação;
  • Atrasa o início da fermentação anaeróbica do açúcar na célula reduzindo o acúmulo de ácido lático.
  • Oxida o ácido lático, ajudando a prevenir dores musculares.
  • Reduz o inchaço, hematomas e dor de ferimentos: Acelera a cura.
  • Previne e trata gripes e resfriados por aumentar a imunidade.
  • Elimina a necessidade de antibióticos, protegendo a flora intestinal.
  • Aumenta a produção de hormônios para níveis ótimos, eliminando a necessidade de esteroides artificiais/sintéticos.

Antidoping em atletas

     O ozônio não é um estimulante proibido, não tem problema em relação ao teste antidoping, por ser administrado por via sistêmica (insuflação retal) e ser uma substância natural que não deixa resíduos.

     Quando falo “substância natural” estou falando de uma substância que não pode ser patenteada pela indústria farmacêutica, não é algo que o homem criou e colocou em caixinhas a venda. O tratamento com ozônio não gera resíduos no sangue, urina ou fezes, ele incorpora no organismo naturalmente participando dos processos fisiológicos como um convidado desejado, que ajuda a arrumar a casa (organismo) sem cobrar nada em troca, ou seja, sem efeitos colaterais.

Cuidados

     A ozonioterapia é uma linha de tratamento complementar super segura, desde que seja usado adequadamente por profissionais da área da saúde bem treinados, e isso precisa ficar claro, não basta ter o aparelho e sair insuflando o gás em todo mundo, precisa sim ter um bom conhecimento de anatomia, fisiologia, bioquímica e tudo mais, além claro de cursos específicos de ozonioterapia.

 

Obrigada pela visita 😀

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s