enfermagem, nutrologia, ozonioterapia, veterinaria

Soro subcutâneo

 

     Quando se fala em doença renal, encarar o desafio das aplicações de soro pode assustar um pouco, mas vale muito a pena. É um tratamento que ajuda a diluir o excesso de ureia no sangue (consequência do funcionamento capenga dos rins) e também ameniza o enjoo e as úlceras em boca e estômago, que causam a falta de apetite e consequentemente faz o animal parar de comer. 

     Eu concordo que é desgastante furar o bichinho todos os dias e em alguns casos duas vezes ao dia, mas com algumas dicas, fica um pouco mais fácil. Outra opção é contratar os serviços de enfermagem, a experiência e prática profissional torna o tratamento mais tranquilo tanto para o animal quanto para a família.   

Neste texto vou abordar:

  • Dicas para realizar o soro subcutâneo em casa.
  • Lista de materiais utilizados.
  • Lista de medicamentos que geralmente são utilizados.
  • Passo a passo da montagem do soro.

 

DICAS

 

Passar com o veterinário de tempos em tempos: Só o veterinário pode prescrever a quantidade ideal de soro, os medicamentos e as vitaminas que serão adicionadas. Sem esquecer que será necessário também realizar exames de controle para avaliar a evolução do quadro.

Compre os materiais em local especializado: A ação esperada de soro e medicações vão depender do armazenamento correto, prefira comprar em lojas que fornecem para clinicas e hospitais. Em São Paulo capital eu compro na Cirúrgica São Paulo, na rua Borges Lagoa, não é propaganda, é que confio na qualidade dos produtos deles. Se optar por contratar um serviço de enfermagem não precisará se preocupar, o profissional fica responsável por levar soro, equipo e demais materiais para o procedimento. 

Tenha alguém para te ajudar: No caso de gatos é um pouquinho mais difícil se comparado com os cachorros, e uma pessoa sozinha pode não dar conta. O ideal é ter duas pessoas, uma para segurar e fazer cafuné, enquanto a outra pessoa prepara e instala o soro. Se o gato for mais agitadinho, vista uma jaqueta jeans, ela protege braços e peito dos arranhões.

Escolha um cantinho confortável: Não esqueça que o soro precisará ficar pendurado, eu costumo bater um prego na parede. Como o tratamento é diário ou em dias intercalados, ter um local fixo para realizar o procedimento condiciona o animal a aceitar melhor e se acostumar com o tratamento.

Esquentar o soro: Se for ringer com lactato não é recomendado esquentar, pois corre o risco de diminuir o efeito. Você pode enrolar o animal em um cobertor, deixar ele bem confortável e quentinho. Uma outra observação, não precisa armazenar o soro na geladeira, já presenciei isso várias vezes, a família tirar o soro da geladeira e levar ao microondas, isso não faz sentido, basta armazenar em um armário arejado sem contado direto com a luz.

Scalpe ou agulha normal: Tem quem prefere a agulha e tem quem prefere o scalp, você precisa experimentar os dois e escolher o que mais se adapta. A agulha simples é mais longa e a agulha do scalpe é mais curtinha, um é mais fácil de fixar do que o outro, e por aí vai. Tem que experimentar!

Calibre da agulha: Alguns profissionais preferem o calibre mais grosso para o soro correr mais rápido, outros ficam com medo de aumentar as chances de infecção e usam um calibre intermediário, essa escolha também precisa ser tomada depois de experimentar. Eu costumo usar a agulha 25×8.

Aplique na lateral do corpo: A primeira vez assusta, fica uma corcova parecendo um camelinho 😀 é assim mesmo, logo logo vai absorvendo até sumir, quando a corcova fica na lateral é menos incomodo para o bichinho e ainda podemos revezar alternando os lados. Eu costumo aplicar na altura dos flancos mais próximo da coluna, já observei que quando se aplica mais perto da calda, um pouco do soro desce para as pernas e os bichinhos ficam meio incomodados, andando diferente até absorver.

Paciência: As primeiras vezes são bem difíceis mesmo, mas o animal acaba se acostumando e a gente também, com o tempo eles vão percebendo que se sentem bem após o procedimento e não relutam mais, passam até a curtir o momento relaxando, e tirando uma soneca.

 

MATERIAIS UTILIZADOS

 

  • Soro Ringer com lactato: É o mais indicado.
  • Equipo de macrogotas.
  • Agulhas 25×8 e 30×7.
  • Seringas de 1, 3, 5, 10 e 20 mls.
  • Becker: Copo dosador.
  • Álcool 70%.
  • Gaze e algodão.
  • Esparadrapo e micropore.
  • Tesoura sem ponta.

 

MEDICAMENTOS UTILIZADOS

 

  • Vitamina B12: Para prevenir ou tratar anemia;
  • Cloridrato de ondasetrona:  Controlar náuseas;
  • Cloridrato de ranitidina: Prevenir ulceras no estômago e boca devido a gastrite.

Observação: O veterinário é quem prescreve quais medicamentos você irá adicionar ao soro e as respectivas doses.  

 

PASSO A PASSO

 

Montagem do soro

  • Lave bem as mãos e separe todos os materiais em uma superfície limpa e higienizada;
  • Pendure a bolsa de soro no suporte ou mesmo em um prego grande fixado na parede;
  • Passe álcool 70% nas mãos, quando o álcool evaporar das mãos retire a ponta protetora da bolsa de soro;
  • Abra a embalagem do equipo de forma asséptica e retire o dispositivo do invólucro protetor;
  • Feche o regulador de fluxo totalmente, retire o protetor da ponta perfurante e conecte na bolsa de soro;
  • Preencha a câmara de gotejamento com soro até metade da sua altura, em caso de modelo de equipo com respiro de ar, poderá abrir o respiro após preenchimento da câmara de gotejamento se preferir;
  • Abra o regulador de fluxo sutilmente até que o líquido preencha totalmente o tubo flexível. Tem que abrir pouquinho para não formar bolhas de ar;
  • Após o preenchimento de todo o tubo flexível feche novamente o regulador de fluxo;
  • Retire o protetor do conector, se não for utilizar todo o volume do soro deverá desprezar a quantidade que está a mais em um copo dosador, assim evitará superdosagem.
  •  Encaixe no dispositivo de infusão (scalpe ou agulha) de acordo com as normas técnicas assépticas;
  • Após o dispositivo de infusão inserido e fixado no bichinho abra todo o regulador de fluxo.

Observação: O soro “subcutâneo” não corre em gotinhas, pode abrir tudo o regulador de fluxo, o bichinho vai ficar parecendo um camelinho, é assim mesmo. 

 

Obrigada pela visita 😀

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s