enfermagem, laser, laserterapia, veterinaria

Classificação dos laseres

…..Atualmente a classificação dos laseres usados na área da saúde é baseada na interação do laser com o tecido alvo em questão, mesmo trabalhado apenas com laser terapêutico, vou deixar um resuminho dos diferentes tipos de ações do laser com o tecido biológico, para te ajudar a entender melhor as diferenças.

AÇÃO TERAPÊUTICA

…..Os laseres terapêuticos operam em baixa intensidade de energia ou baixa densidade de potência, a energia não ultrapassa o limiar de sobrevivência da célula. As nossas células possuem um limite de sobrevivência, baseado no tipo de tecido, onde está localizada e em seu estado fisiológico, quando trabalhamos com o laser respeitando esse limite conseguimos uma ação terapêutica. Aqui a célula alvo utiliza esta energia de maneira a estimular sua membrana ou suas organelas, induzindo essa célula à biomodulação, ou seja, ela procurará restabelecer o estado de normalidade na região afetada. Cada comprimento de onda age em uma determinada estrutura celular, profundidade e tecido.

…..Os laseres terapêuticos são talvez os mais estudados mundialmente e já fazem parte da rotina de uma grande quantidade de consultórios em países como a Espanha, Rússia, Japão, Alemanha e Brasil. 

AÇÃO CIRURGICA

…..O laser cirurgico opera em alta intensidade de energia ou em alta densidade de potência, a ponto dessa energia causar dano térmico e ultrapassar o limiar de sobrevivência da célula, levando a dano ou morte celular.

Aplicação clínica com finalidade cirúrgica:

  • Como uma faca ele pode cortar e com grande precisão e extirpar poucas células.
  • Estancar hemorragia, principalmente em casos cirúrgicos onde a perda de sangue seja um risco para o paciente, como por exemplo uma hemorragia gastrointestinal.

AÇÃO DIAGNÓSTICA

…..O laser opera em um nível de intensidade de energia tão baixo que não ocorre o estímulo em organelas ou membranas celulares. A potência emitida seria comparada a de um apontador laser utilizado em salas de aula, a finalidade clínica desse tipo de aparato seria a utilização em diagnóstico de cáries inicial, células tumorais, entre outras lesões. Esse laser não é capaz de produzir efeitos terapêuticos, nem alterar o tecido macroscopicamente, então o conhecemos simplesmente como laser de diagnóstico.

Obrigada pela visita 😀

Referências consultadas
1. Nupen: Núcleo de pesquisa e ensino de fototerapia nas ciências da saúde.
2. PubMed: Artigos científicos sobre laserterapia geral.
3. Curso DMC: Capacitação em laserterapia na enfermagem
Foto: Site de imagens gratuitas.