nutrologia, veterinaria

Frutas para cães e gatos

 

     O consumo de um pouquinho de frutas diariamente é  bem vindo aos cachorros e também apreciado por alguns gatos. Frutas são fonte de fibras, vitaminas, minerais, antioxidantes, fitoquímicos e enzimas digestivas. Vou fazer um resuminho para facilitar o seu entendimento.

Quando falamos das fibras:

  • Desaceleram a absorção da frutose (açúcar natural das frutas);
  • Aumentam a sensação de saciedade;
  • Regulam o trânsito intestinal: As fibras são fermentadas pelas bactérias boas do intestino, gerando alimento para elas mesmas e para as células intestinais.
  • Ajudam a controlar as taxas de triglicérides e colesterol.

Antioxidantes e fitoquímicos:

  • Reduzem o risco de câncer;
  • Reduz a taxa de envelhecimento;
  • Fortalecem a imunidade;
  • Protegem os órgãos suscetíveis aos danos causados por oxidação: Poluição, agrotóxicos, medicamentos, aplicação de anti-pulgas convencionais e etc;
  • Ação nos olhos e cérebro afastando o risco de catarata e disfunção cognitiva.

Enzimas digestivas

  • Presentes somente nas frutas in natura (não cozidas).
  • Ajudam na digestão.
  • Possui efeito anti-inflamatório.

 

Frutas liberadas para cachorros e gatos: Mamão, banana, kiwi, mexerica, figo, caqui, melão, maça e pera sem sementes (essas sementes contêm ácido cianídrico, uma substância tóxica), manga, abacaxi, melancia, pêssego, melão, goiaba, ameixa, laranja, framboesa, polpa de abacate (a casca não pode, é tóxica), amoras, mirtilos, casca de jabuticaba (na casca se concentra mais polifenois). 

Observações: Todas as frutas que possuem sementes e caroços é necessário retirar as sementes e caroços, sempre! Você come as sementes e os caroços das frutas? Então tire para eles também! 😀

 

FRUTAS PROIBIDAS

 

Carambola:  Presença da caramboxina uma toxina que pode causar alterações neurológicas e condenar o rim do animal que já apresenta alguma disfunção nesse órgão. A carambola também possui bastante ácido oxálico, que pode levar à formação de cristais e cálculos de oxalato de cálcio.

Açaí: Possui o alcaloide teobromina, a mesma toxina encontrada no chocolate, é muito prejudicial ao coração e ao cérebro dos nossos bichinhos.

Uva: Essa então, nem pensar, é como se fosse veneno para o peludos. Há publicações de sobra na literatura científica sobre cães que comeram uvas ou passas e desenvolveram falência renal aguda severa, em muitos casos, letal. Qualquer tipo de uva fresca ou passa, mesmo orgânicas, com ou sem casca, pode subitamente danificar os rins. Mesmo cães e gatos que sempre comeram uvas sem prejuízo aparente podem sofrer uma crise. Na dúvida, e com tanta fruta segura à disposição, é melhor evitar. 

 

FRUTAS QUE PODEM NÃO CAIR BEM

 

     Há frutas que embora estejam liberadas, podem não ser bem toleradas por alguns bichinhos. Claro, que como tudo na vida, o “exagero” na oferta dessas frutas é o maior causador de problemas.

Melão:  É liberado para o consumo animal, porém pode ser indigesto para alguns cães provocando vômito. O melão é digerido muito rapidamente, mas se estiver acompanhado de outros alimentos pode ficar mais tempo do que deveria no estômago e fermentar, gerando gases e desconforto.

Coco: A parte da polpa tanto a parte molinha do coco verde ou mesmo a durinha do coco marrom, pode causar uma diarreia poderosa em alguns cachorros com o intestino mais solto.

Mamão: Se oferecer em exagero também pode amolecer as fezes e causar episódios de diarreia. O meu shih-tzu adora mamão, mas ofereço apenas dois cubos pequenos senão é caganeira na certa.

     É importante sempre testar a tolerância do peludo oferecendo apenas um pouquinho (o equivalente a um ou dois cubinhos) no caso de uma fruta que ele nunca comeu antes. Experimente também oferecer a fruta longe das refeições. Se perceber que seu bichinho não ficou bem ao comer a fruta, simplesmente não ofereça mais.

 

FRUTAS CÍTRICAS

 

     Muitas pessoas afirmam que é contra indicado oferecer frutas cítricas aos peludos devido a acidez dessas frutas, pense da seguinte maneira, se crianças pequenas podem comer abacaxi, imagine o cachorro ou gato, eles são animais carnívoros, possuem o estômago forte o suficiente para digerir ossos e carne crua, pq não dariam conta de um gominho de mixirica ou um pedaço de kiwi?

 

Sobre a acidez das frutas cítricas

     Enquanto o suco gástrico do estômago humano tem um pH situado entre 2 e 4, o pH do suco gástrico canino e felino fica entre 1 e 2, ou seja, o suco gástrico deles é mais ácido que o do nosso estômago.

     Se comparar com o pH das frutas, podemos apontar o tão temido abacaxi, que possui um pH entre 3,2 e 4, que mesmo assim possui o ph mais elevado (menos ácido) que o do suco gástrico dos cães, a laranja fica entre 3,7 a 4,3 a mexerica entre 3,3 a 4,5. Uma ótima observação para validar essa informação, muitas pessoas oferecem com frequência maçã aos seus bichinhos sem saber que o pH da maçã fica entre 3,3 a 4 e nem por isso eles passam mal :D.

Conclusão: É mito! Sim, cães e gatos saudáveis podem comer frutas cítricas. Sem exagerar na quantidade é claro, vou repetir, tudo que é demais, faz mal, e tenha o bom senso, NÃO ofereça frutas cítricas se o seu bichinho tem o estômago sensível ou se está vomitando.

Se for do seu interesse: Lista do pH dos alimentos em geral Saiba mais

 

QUANDO NÃO DEVEMOS OFERECER FRUTAS

 

Obesos: Não oferecer frutas com muita frequência e em quantidade maior que o recomendado, tem que ter cautela, oferecer em pequena quantidade e ocasionalmente. Evitar principalmente banana e manga, eles adoram, mas essas frutas concentram bastante açúcar (frutose) e devem ser evitadas pelos bichinhos que precisam perder peso 

Diabéticos:  Carboidratos simples causam picos de glicemia, com a deficiência ou a não produção de insulina, o consumo de determinadas frutas vai causar hiperglicemia e consequentemente problemas de saúde. 

Câncer: É necessário seguir dietas especificas elaboradas para ajudar no combate ao câncer, como a cetogênica e as oncológicas. Isso, porque carboidratos simples causam picos de glicemia que é o combustível preferido das células tumorais para crescer e se espalhar.

Problemas pancreáticos ou hepáticos: Devem evitar frutas ricas em gorduras, como polpa de coco, abacate e avocado. Essas mesmas frutas, assim como o mamão, podem agravar diarreias em bichinhos com enterite ou colite.

Alergias: Acredita-se que o morango pode agravar quadros alérgicos por meio de um fenômeno chamado degranulação de mastócitos, o que aumenta a circulação de histaminas, proteínas desencadeadoras de coceiras, vermelhidão e edema.

Cristais e cálculos urinários de oxalato de cálcio: Não ofereça frutas ricas em ácido oxálico (o elemento precursor deste tipo específico de cristal e cálculo), como figo, groselha (os frutinhos), damasco, laranja, casca de limão, caqui, framboesa, kiwi, tomate, e claro, carambola NUNCA.

Hiperadrenocorticismo e hipotiroidismo: Frutas doces como banana e manga, as duas favoritas dos cães, concentram bastante açúcar (frutose) e devem ser evitadas pq aumentam as taxas de colesterol, triglicérides e glicose no sangue.

Vomitos: Não é momento de oferecer frutas cítricas ou potencialmente indigestas, como melão. Peludos com estômago sensível podem se dar melhor com pêra e pequenos pedaços de banana.

 

GATOS

 

     Os gatos não possuem as papilas gustativas que identificam o sabor doce, então neste caso, não podemos dar o crédito para o sabor docinho das frutas como o atrativo, então podemos relacionar com a acidez ou relacionar com textura ou mesmo o cheiro. Seja como for, todas as mesmas recomendações feitas acima se aplicam aos nossos amiguinhos felinos.

Observação: Gatos são carnívoros estritos e são metabolicamente menos hábeis em lidar com carboidratos do que os cães, ofereça um pouquinho de frutas diversas e veja quais ele prefere mais, tem relatos que gatos gostam de mamão, tangerina, manga e abacate, tudo é questão de experimentar e ver se gosta.

 

QUANTO OFERECER DE FRUTAS AO DIA

 

     Lembre daquela frase famosa “a diferença entre remédio e veneno é a dose” ela se aplica em tudo, excesso nunca é bom. As frutas são alimentos que enriquecem a dieta com fibras, antioxidantes, vitaminas e minerais, são docinhas, proporciona alegria aos cães, porém, também podem concentrar uma quantidade generosa de carboidrato.

     Ofertar pequenas quantidade como petisco diariamente, já traz benefícios e vantagens. É uma quantidade pequena mesmo, que você pode variar entre frutas cítricas, maça, banana, mamão e outras. Na dúvida pergunte ao seu veterinário.

Como oferecer

  • Preferencialmente cruas e em pedaços.
  • Pode misturar a kefir de leite, iogurte, cottage ou ricota.

 

FRUTAS: NÃO FAZER !!!

 

Adoçar: Não é recomendo adoçar, nem com mel, açúcares mascavo, agave ou de coco. Se você precisa adicionar mais açúcar a um alimento já rico em açúcar para que o animal se interesse, não vale a pena oferecer frutas!

Cozinhar: Não é indicado cozinhar as frutas para torná-las mais palatáveis, isso aumenta a digestibidade da fruta tornando o açúcar mais disponível (↑ glicemia ↑ insulina), além de destruir as valiosas enzimas e algumas vitaminas.

Frutas desidratadas: Evite, frutas desidratadas geralmente contêm adição de açúcar, conservantes, sementes e outras substâncias com nomes estranhos.

Suco de frutas: Oferecer suco de fruta é uma péssima ideia, frutas não devem ser bebidas e sim consumidas com suas fibras, as fibras barram a liberação rápida e intensa de glicose (açúcar) no sangue. O cão ou gato que ingere suco de fruta, mesmo o suco 100% natural, caseiro e sem adição de açúcar, tem muito maior chance de desenvolver hiperglicemia e esteatose hepática (gordura em volta do fígado). Pelos mesmos motivos é contra indicado oferecer frutas cozidas, frutas em compota e geleias.

 

OBSERVAÇÕES

 

Cascas: Uma regrinha fácil de lembrar é que todas as cascas que a gente come os cães e gatos podem comer também. Alguns cães gostam e toleram bem até a casca da banana, que é riquíssima em fibras e minerais. Outros podem ficar com as fezes amolecidas e/ou com muco. Não descarte a casca da jabuticaba, triture algumas com iogurte natural e sirva como lanche, gelado ou in natura. É riquíssima em antioxidantes.

Caroços: Remova caroços como o do pêssego, avocado, abacate, ameixa, manga. O risco de causar obstrução gastrintestinal é real. Não precisa descartar as sementinhas do kiwi, morango, romã, goiaba, melancia, mamão, melão etc, elas saem no cocô e tudo bem. Mas remova as sementes da maçã e da pêra, que concentram ácido cianídrico, que encontra o pH ácido do estômago e se transforma em uma toxina, o cianeto.

Parte branca:  Poucas pessoas sabem que a parte branca da laranja concentra antioxidantes, não a descarte, e a parte branca da melancia, perto da base, possui outro nutriente precioso, a citrulina, que relaxa os vasos sanguíneos, facilitando a circulação do sangue e ajudando a baixar a pressão arterial.

Frutas orgânicas: É super indicado dar preferencia a alimentos orgânicos, acredite, não é frescura, vivemos em um país em que a utilização de agrotóxicos e aditivos na agricultura é mal regulada e extremamente abusiva. Eu entendo que infelizmente ainda é uma realidade limitada devido valores mais elevados e a pouca disponibilidade, mas se você puder oferecer alimentos orgânicos aos seus bichinhos, melhor ainda.

Frutas da época: Se não puder comprar orgânicos nem mesmo para você e para sua família, não é por isso que você vai deixar de oferecer frutas para o seu bichinho, nesse caso, ofereça frutas da estação, pois requerem menos incentivos químicos. E remova cascas finas antes de servir a fruta.

 

Obrigada pela visita 😀

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s